Comportamento

  Conheça os principais comportamentos dos hamsters

 

Correr na Roda

 

 

 

 

 

 

 

 

 Como costumam andar muito durante a noite, a roda é uma opção para se exercitarem. Ao correrem na roda os hamsters tem a sensação de estar indo para outro lugar. Por isso não é raro vê-los dando uma paradinha, olhando em volta para ver se mudaram de lugar e continuarem rodando. Dessa forma não se sentem entediados e se divertem.

 

 

Andar durante a noite

 O hamster é um animal de hábitos noturnos e é normal que durma durante o dia e fique ativo a noite. Na natureza os hamsters selvagens saem de suas tocas a noite e percorrem longas distancias em busca de alimento. Esse comportamento noturno veio da necessidade de se proteger de predadores, que tem mais dificuldade de vê-los à noite e de evitar o calor do dia nas regiões mais desérticas.

 

 Devido a essa característica eles podem andar durante boa parte da noite dentro do alojamento, já que na natureza chegam a andar muito em uma noite.

 

 

Escalar a Gaiola

 Esse comportamento costuma preocupar tutores porque é comum o hamster escalar a gaiola e às vezes cair quando está na parte mais alta.  Mas se a gaiola é própria para hamsters não há risco de se ferirem.  E logo que caem voltam a escalar.

 

 

Esconder Alimento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Quem nunca se surpreendeu ao perceber a quantidade de alimento que o hamster armazenou? Mesmo tendo alimento a disposição o tempo todo o hamster mantém o comportamento instintivo de armazena-lo. E não é raro o tutor perceber o pote vazio pouco d, pois de ter colocado mais alimento.

 

 O hamster possui bolsas jugais, que são aquelas bolsas nas laterais das bochechas onde armazenam o alimento.  Eles conseguem armazenar e transportar grande quantidade de alimento de cada vez e é comum que estoquem esse alimento em tocas ou tubos.

 

 Na natureza os hamsters também procuram alimento durante a noite e estocam nas bolsas para então correm de volta para suas tocas e armazenarem ali todo alimento encontrado como uma forma de garantirem alimento para os dias que não conseguem encontra-lo e também para poderem se alimentar calmamente sem o risco de serem pegos por predadores.  Mesmo os hamster domésticos ainda mantém esse comportamento instintivo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viver Sozinho

 Muita gente tem pena de ver um hamster sozinho na gaiola acreditando que ele se sente solitário e triste, mas isso não é verdade. Hamsters são animais territoriais e que gostam de viver sozinhos. Não costumam formar pares e nem colônias.

 

 É comum ver hamsters para a venda todos juntos na mesma gaiola e por isso muitos acreditam que é melhor ter pelo menos 2 juntos.

 

 Na realidade eles só vivem juntos até a adolescência. Com a maturidade sexual se tornam mais territoriais e passam a brigar para expulsar invasores de seu território. E não importa se são parentes ou casais. Irão brigar da mesma forma. E essas brigas irão resultar em morte ou graves lesões.

 

 Na natureza o perdedor vai embora antes de ser morto, mas em gaiolas não tem como isso acontecer e as brigas costumam continuar até que um dos dois acabe morto.

 

 Em raros casos alguns hamsters chegam a viver juntos mesmo depois da puberdade, mas isso não quer dizer que vivem bem.

 

 Para evitar ser morto o mais submisso vive acuado e com medo de enfrentar o dominante por medo de acabar morto.  Dessa forma vive sempre com medo, estressado e se alimenta apenas do que sobra do dominante. Mas ao ver os animais juntos o tutor desinformado não consegue perceber isso e acredita que são unidos, que vivem felizes e que não deve separa-los, mas a menor reação errada do submisso pode irritar o dominante e desencadear uma briga fatal.

 

 Por isso não importa o quanto pareçam se dar bem.  HAMSTERS NÃO PODEM VIVE JUNTOS!

Dra. Anna Carolina G. Neves 
Médica Veterinária
   CRMV 13614
 É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DOS ARTIGOS E IMAGENS PRESENTES NESSE SITE  SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO AUTOR.