Saúde

 

O Perigo do Calor 

 O calor é um grande perigo para as chinchilas, por isso é preciso conhecer o estres calórico e saber como socorrer o bichinho.

 

 

Sintomas de Stress calórico:

 

 

 A chinchila que antes estava ativa, com comportamento normal se torna rapidamente apática, ofegante, molinha, as orelhas ficam rosadas com os vasos sanguíneos bem aparentes, só fica deitada e pode até começar a ter espasmos e convulsões.

 

 Se nada for feito ela poderá morrer em poucos minutos.

 

 Como socorrer uma chinchila com Stress Calórico?

 A primeira reação da maioria das pessoas é tentar correr para um veterinário, mas nesse caso isso não deve ser feito.

 

 O tempo que se leva até chegar ao veterinário, mesmo que bem próximo poderá ser fatal.

Primeiro é preciso baixar a temperatura corporal.  Coloque a chinchila na geladeira com a porta aberta ou no freezer, mas sempre sobre uma toalha para que não tenha contato com o gelo. Nunca feche a porta da geladeira ou do freezer com o roedor dentro.

 

 Se ela estiver em condições de beber água sem engasgar  dê água gelada em um pote ou algumas gotas na boca com uma seringa ou conta-gotas.

 

 Logo que ela voltar a se movimentar bem leve o mais rápido possível ao veterinário.

 

 

A Tricofagia

 Tricofagia é quando a chinchila arranca ou morde o próprio pelo ou o de outra chinchila.

 

 

 Esse comportamento, além de desagradável esteticamente, pode causar outros problemas como a ingestão excessiva de pelos levando até a uma obstrução do sistema gastro intestinal que pode ser fatal.

 

 Mas o que causa a tricofagia?

 

 Existem 3 fatores :

 

 Problemas comportamentais, problemas nutricionais e problema genético.

 

 Problemas Comportamentais:

 

 Stress, mudanças importantes no ambiente, morte ou separação de outra chinchila, mudança brusca na rotina, falta de banho, ambiente muito barulhento, novos animais na casa ou na gaiola, parto, aborto, gestação, falta de espaço na gaiola, falta de passeio, mudança de gaiola, falta de exercícios, tédio, saudades do tutor, problemas de saúde, etc..

 

 Primeiro verifique se essas não são as causas do problema e tente eliminar o fator de stress. E o enriquecimento ambiental é sempre importante para a felicidade dos bichinhos.

 

 Se não for esse o caso é preciso levar o bichinho ao veterinário para verificar se o problema não está relacionado a outro problema de saúde ou se pode ser um problema nutricional.

 

 Problemas Nutricionais:

 Uma carência de vitaminas ou minerais também pode ser a causa da tricofagia.

 

 O veterinário irá avaliar se a alimentação está adequada para a chinchila e caso seja necessário ele irá prescrever uma suplementação das vitaminas e minerais necessários.

 

 Só se deve dar suplementos vitamínicos e minerais com a indicação do veterinário. Não só a falta, mas também o excesso desses componentes pode causar problemas de saúde nas chinchilas.

 

 Mas existem casos que a tricofagia não é causada por problemas nutricionais e nem comportamentais. Nesses casos a causa costuma ser genética.

 

Tricofagia Genética:

 Esse é um problema mais complexo e não tem cura. A chinchila que apresenta esse problema não deve reproduzir para evitar passar o problema a seus descendentes.

 

 E sempre irá precisar de um cuidado maior. Vai precisar de uma gaiola grande, com muitos acessórios e o tutor pode praticar o enriquecimento ambiental, além de dar muita atenção e soltar o bichinho para se exercitar com muita frequência.  Manter a chinchila ocupada e relaxada é a melhor forma de diminuir o problema nesses casos.

 

 Outra coisa que costuma auxiliar um pouco é oferecer o feno a vontade com camomila.  A camomila é um calmante natural e um ótimo petisco. Mastigar o feno também faz com que ela se mantenha ocupada e relaxe, pois o organismo libera substancias relacionadas ao prazer e calmantes durante a mastigação.

 

 E preste muita atenção nas fezes para ter certeza que seu bichinho não está ingerindo muito pelo e correndo o risco de apresentar complicações como obstruções gastro intestinais por bolas de pelos.

 
 
 
Como saber se a chinchila está saudável

 A coloração da Urina  das Chinchilas

 

 

 

 Verificar a cor da urina das chinchila é uma forma de perceber sinais de problemas de saúde.

 Lembre-se que a cor e o material da superfície onde a urina foi depositada pode influenciar na coloração. E que após algum tempo exposta ao ar a urina ira se degradar e pode mudar de cor.

 

A aparência da urina e os possíveis significados:

 

 

 

 

 

Urina amarelada e ligeiramente turva:


 Essa é a aparência normal da urina de chinchila. Pode ser um pouco mais clara ou mais escura como nas imagens


 

 

 Urina leitosa e turva:

 

 

 


 

 Pode indicar aumento da excreção de cálcio. Um pouco de cálcio e normal, mas em excesso, juntamente com outros fatores pode levar a formação de cálculos urinários.


 

 

Urina Clara:

 

 


Pode indicar maior ingestão de líquidos. É comum em épocas mais quentes e quando a alimentação é mais rica em água.

 

 

Urina Incolor e em grande quantidade:

 

Pode indicar diabetes ou problemas renais. Muitas vezes está acompanhada de mudança no comportamento e emagrecimento.

 É importante levar o bichinho rapidamente ao veterinário.


 

Urina avermelhada ou amarronzada de forma uniforme:

 

 

 

 

 

Pode ser devido a algum pigmento de alimento ingerido como beterraba ou amora.

Também pode ser causada pela oxidação devido a longa exposição ao ar e a luz.

 Alguns medicamentos e suplementos vitamínicos também podem causar essa alteração de coloração.

 

 Mas não dá pra descartar a presença de sangue diluído na urina, normalmente originário da bexiga no caso da chinchila não ter ingerido nada com pigmento, nem medicamentos ou suplementos vitamínicos e a urina já ter essa coloração no momento da micção.

 

 

 Urina irregularmente vermelha com pontos, manchas ou estrias de sangue

 Pode ser sinal de cistite, litíase (pedras na bexiga, rim, uretra ou ureter), tumores, infecção uterina ou renal. É um sintoma que requer atendimento veterinário urgente.

.
Atenção: Às vezes as manchas de sangue na urina só são visíveis microscopicamente, caso contrário a urina é de cor normal.


 

 

 

Urina amarelo viscoso:

 

 

 

 


Sintoma de possível cistite (infecção urinária). É preciso levar a chinchila ao veterinário.

 

 Dica: Um teste que pode ser feito para descobrir a presença de sangue na urina é utilizar água oxigenada. Se ao colocar a água oxigenada sobre as manchas vermelhas houver espuma ou borbulhas é sinal de presença de sangue.

 

 Caso perceba qualquer alteração na urina, leve a chinchila rapidamente ao veterinário e se possível leve uma amostra da urina ou pelo menos uma foto.

 

Dra. Anna Carolina G. Neves

Médica Veterinária

   CRMV 13614

 É PROIBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DOS ARTIGOS E IMAGENS PRESENTES NESSE SITE  SEM AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO AUTOR.